4 de julho de 2009

Armance

"Nunca Otávio se encontrara numa posição tão fatal aos seus juramentos contra o amor. Julgava ter brincado, como de costume, com Armance, e a brincadeira tomara de repente uma feição grave e imprevista. Sentia-se arrastado, já não raciocinava, estava no cúmulo da felicidade. Foi um desses rápidos instantes em que o acaso algumas vezes concede, para a compensação de tantos males, às almas destinadas a padecer com energia. A vida comprime-se nos corações, o amor faz esquecer tudo quanto não é divino como ele, e vive-se mais nalguns instantes do que durante longos períodos."

STENDHAL. 1783-1842. Armance. França: 1827.

Um comentário:

André O. disse...

Bury, depois veja o website http://www.dominiopublico.gov.br

Você encontra originais do Stendhal lá. Tudo de graça, pois, logicamente, seus trabalhos são de domínio público.

[]'s
André