16 de novembro de 2007

Cidadania: uma questão para a educação

"(...) A Educação para a cidadania passa por ajudar o aluno a não ter medo do poder do Estado, a aprender a exigir dele as condições de trocas livres de propriedade, e finalmente a não ambicionar o poder como a forma de subordinar seus semelhantes. Esta pode ser a cidadania crítica que almejamos. Aquele que esqueceu suas utopias, sufocou suas paixões e perdeu a capacidade de se indignar diante de toda e qualquer injustiça social não é um cidadão, mas também não é um marginal. É apenas um NADA que a tudo nadifica."

FERREIRA, Nilda Tevês. Cidadania: uma questão para a educação. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

Um comentário:

Roberta Kelly disse...

Eu penso que, um cidadão só exerce seus direitos se for educado de forma que o faz conhecedor de todos eles, atualmente vivemos em uma sociedade que não prepara seus individuos a conhecer seus direitos e deveres, tendo portanto cidadãos conrrompidos, sem ambição, que se subordinam a vontade de outros sem sequer questionar, no meu ponto de vista um das formas de começar a caminhar de forma que proporcione este crescimento a cada individuo é a inclusão da disciplina de D.Constitucional para o ensino de 2º grau. Será sobre este assunto que irei construir minha monografia.